Wueby! a Rede Social

Wueby! a Rede Social
Crie Uma Conta no Wueby! a Rede Social Brasileira!

quinta-feira

†Slayer†


Slayer é uma banda norte-americana de thrash metal proveniente de Huntington Park, Califórnia, formada em 1981. A banda foi fundada pelos guitarristas Jeff Hanneman e Kerry King.[1] Slayer entrou na fama a partir de 1986, com o álbum Reign in Blood,[2] e é considerado como parte do Big Four of Thrash: as quatro maiores bandas de thrash metal de todos os tempos, juntamente com Metallica, Megadeth e Anthrax.[3]

O estilo musical de Slayer envolve rápidos tremolos, variados solos de guitarra, bumbo duplo na bateria e vocais pesados. As letras e arte dos álbuns se baseiam em temas como serial killers, satanismo, religião e a guerra, o que levou a gerar diversos problemas ao longo da história da banda, como proibições de álbuns, atrasos em turnês, processos judiciais, além de ser constante alvo de críticas de grupos religiosos.

Membros:

Formação atual

Tom Araya – baixo, vocal (1981–atualmente)
Kerry King – guitarra (1981–atualmente)
Jeff Hanneman – guitarra (1981–atualmente)
Dave Lombardo – bateria (1981–1986, 1987–1992, 2002–atualmente)

Ex-membros

Paul Bostaph – bateria (1992–1996, 1997–2001)
Jon Dette – bateria (1996–1997)
Tony Scaglione – bateria (1986–1987)

Discografia

Esta é uma discografia compreensiva do Slayer de Huntington Park, Califórnia, à base desta banda de thrash metal. A banda já lançou nove álbuns de estúdio, dois EPs, dois álbuns ao vivo, uma compilação, um álbum de tributo, quatro DVDs, dezesseis singles, e nove videoclipes. Esta lista não inclui material gravado por membros ou ex-membros do Slayer, que já gravaram com Whiplash, Exodus, Fantômas, Grip Inc., Testament, The Truth About Seafood, ou Megadeth.

Slayer foi formado em 1981 pelos guitarristas Kerry King e Jeff Hanneman, que recrutou o vocalista e baixista Tom Araya, e o baterista Dave Lombardo.[1] Os dois primeiros álbuns de Slayer, Show no Mercy (1983) e Hell Awaits (1985), que foram lançados pela Metal Blade Records, não foram classificados nos Estados Unidos.[2] A banda então assinou um contrato com a Def Jam Recordings por Rick Rubin, que produziu Reign in Blood (1986). O álbum ajudou Slayer a entrar na Billboard 200 pela primeira vez, atingindo a posição de número 94.[2] Após South of Heaven (1988), Slayer assinou com a nova gravadora de Rubin, Def American, e lançou Seasons in the Abyss (1990). Depois que o álbum foi lançado, Lombardo partiu do Slayer e foi substituído por Paul Bostaph.[3]

Divine Intervention de 1994, o primeiro álbum com a participação de Bostaph, estreou em oitavo lugar nas paradas dos E.U.A., a melhor classificação da banda numa parada até o momento.[2] Diabolus in Musica (1998) foi criticado por seus traços de nu metal,[4][5] enquanto God Hates Us All (2001) criou controvérsia por sua arte gráfica.[6] Bostaph deixou a banda devido a uma lesão e foi substituído pelo ex-membro Lombardo. Christ Illusion (2006) foi o mais bem sucedido álbum de Slayer, estreando em quinto lugar nas paradas dos E.U.A. e ganhando dois prémios Grammy.[2][7] Slayer é considerado como um dos "quatro grandes" do thrash metal, juntamente com Anthrax, Metallica, Megadeth e de ter ganho seis certificações Ouro pela Recording Industry Association of America.

Nenhum comentário: